domingo, 2 de março de 2008

A barca dos amantes

Foto: Roberto Marquino


Aha! Já dá para A barca dos amantes, do Sérgio Godinho aqui ao lado. Enjoy!


Deixo-vos também com o texto, que é lindíssimo, tal como a canção:


Ah, quanto eu queria navegar

p´ra sempre a barca dos amantes

onde o que eu sei deixei de ser

onde ao que eu vou não ia dantes


Ah, quanto eu queria conseguir

trazer a barca à madrugada

e desfraldar o pano branco

na que for terra, mais amada


E que em toda a parte o teu corpo

seja o meu porta-estandarte

plantado no seu mais fundo

posso agitar-me no vento

e mostrar a cor ao mundo


Ah, quanto eu queria navegar

p´ra sempre a barca dos amantes

onde o que eu vi me fez vogar

de rumos meus a cais errantes


Ah, quanto eu queria me espraiar

fazer a trança à calmaria

avistar terra, e não saber

se ainda o é, quando for dia


E que em toda a parte o teu corpo

seja o meu porta-estandarte

plantado no seu mais fundo

posso agitar-me no vento

e mostrar a cor ao mundo .

5 comentários:

M@ryan_K disse...

=O eu amanhã volto cá e já deixo um comentário de jeito xD

É que ainda não posso ouvir...

Que tal cantarmos isso no coro? :P

starxandra disse...

Olha que como imagem ficaria bem os célebres passeios nos moliceiros de Aveiro. Lembrei-me disso por associar Aveiro à Veneza portuguesa.

Kiss amiga!

Thunder disse...

A letra até é interessante~, mas não gosto nada de ouvir SÉRGIO GODINHO!

Big Kiss

M@ryan_K disse...

Agora já não dá xD

Vá a www.deezer.com

Eu sinceramente gosto mais... e não me tem dado problemas.

;)

Lá na audição vamos ser todos cenourinhas ^^ xD

Meow disse...

Bonito, sim senhor!